Assembleia dá início ao Observatório Social Pindamonhangaba

300

Em assembleia realizada ontem (29) foi criado, oficialmente, o Observatório Social do Brasil – Pindamonhangaba. O Estatuto do Observatório foi aprovado por unanimidade e também foram apresentados os membros dos Conselhos Administrativo, Fiscal e Consultivo. Os membros da comissão organizadora fazem parte de empresas privadas e instituições da cidade, que comungam com o desejo de contribuir para uma sociedade mais igualitária. É regra do Observatório que seus membros sejam apartidários, ou seja, não podem estar ligados a nenhum partido político.

Durante a assembleia, que foi presidida por João Bosco Andrade Pereira, presidente do Sindicato Rural e membro da comissão, alguns pontos importantes do Estatuto foram explicados aos presentes como os diferentes tipos de associados que o Observatório pode ter: associado fundador, associado contribuinte, associado voluntário, associado efetivo, associado institucional e associado mantenedor. Foram apresentadas também as diversas frentes em que o Observatório pode atuar, como na fiscalização das contas públicas, ações voltadas à educação fiscal nas escolas e treinamentos de pequenas empresas para participação nas licitações da Prefeitura.

O presidente da assembleia fez questão de registrar em ata um agradecimento especial à Associação Comercial e Industrial de Pindamonhangaba – ACIP pela parceria em ceder uma sala que será a sede do Observatório, em Pinda. A ata de constituição do Observatório será registrada em cartório e só então as primeiras ações poderão acontecer.

Maria Helena Simões de Carvalho, presidente do Conselho Administrativo, informou a todos que com exceção da cidade de São Paulo,  Pindamonhangaba será a primeira cidade do Vale do Paraíba a receber o treinamento para as pequenas empresas participarem das licitações. “Isso é um grande incentivo para o Observatório e um grande ganho para a nossa cidade”, avaliou.

A diretoria empossada ficou assim constituída:

Conselho Administrativo

Presidente – Maria Helena Simões de Carvalho

Vice Presidente para assuntos de Gestão Administrativa e financeira – Silvio Caceres

Vice Presidente para assuntos institucionais e sustentabilidade – José Luiz de Carvalho

Vice Presidente para assuntos de controle social e metodologia – Guilherme Rennó de Azeredo Freitas

Vice Presidente para assuntos de voluntariado e capacitação – Oswaldo de Oliveira

Vice Presidente para assuntos de cidadania fiscal, comunicação e indicadores – Mara Cristina Bolson Lopes

Conselho Fiscal

Membros efetivos

Maria de Lourdes Corso Bolson

Douglas Torres Louza

Laureano Guerreiro Bogado

Suplentes

José Renato Couppê Schmidt

Valdecir Teodoro

Conselho Consultivo

Presidente –  José Joir Zinoni Guirado

Vice Presidente  – Maria José Mendes

Membros

João Bosco Andrade Pereira

Marcel  Afonso Barbosa Moreira

Acilia Aparecida César Lourenço

Felipe Adriano Gomes

Sobre o Observatório Social

Democráticos e apartidários, os Observatórios Sociais – OS estão presentes em mais de 100 cidades de 19 estados brasileiros e já conseguiram, nos últimos 4 anos, pela atuação de mais de 3 mil voluntários, uma economia estimada em R$ 1,5 bilhões nas compras públicas.

O OS atua no monitoramento das licitações municipais e da produção legislativa, assim como na inserção de empresas locais nas compras públicas, construção dos Indicadores da Gestão Pública e em ações de educação para a cidadania.

O objetivo com a criação de um Observatório Social em Pindamonhangaba é contribuir para o fortalecimento do controle social e disseminação da cultura da cidadania em favor de um país “Área Livre de Corrupção”.

Atuando como pessoa jurídica, em forma de associação e por meio do trabalho voluntário de seus membros, o Observatório Social prima pelo trabalho técnico, fazendo uso de uma metodologia de monitoramento das compras públicas em nível municipal, desde a publicação do edital de licitação até o acompanhamento da entrega do produto ou serviço, de modo a agir preventivamente no controle social dos gastos públicos.

Qualquer pessoa física ou jurídica pode ser um associado contribuindo financeiramente, com doações de equipamentos ou, ainda,  dedicando seu tempo às ações realizadas. Entre em contato com o Observatório e saiba como participar. Informações: Maria Helena (12) 99782-0269 – Mara (12) 99744-6128 – Osvaldo (12) 98150-0567