A busca pela eficiência nos processos de recuperação tem levado cada vez mais empresas de diferentes setores e portes a investirem no envio do Aviso Eletrônico de Débito – AED para recuperar com mais agilidade, segurança e eficiência, dívidas que estão com o pagamento atrasado. Tamanhos são os benefícios desta solução lançada de forma pioneira pela Boa Vista SCPC, que dois dos seus clientes, grandes players do segmento financeiro, comprovam uma efetividade de 74% na entrega dos comunicados aos seus clientes, e um ganho de 15% na recuperação em relação à carta em até 30 dias, confirmando assim o aumento da rentabilidade.

Desde que a Boa Vista passou a operar com esta nova tecnologia, há quatro anos, os cases de sucesso entre os seus clientes não só do setor financeiro, mas também de Varejo, Telecom e Serviços Continuados (água, energia elétrica e gás) têm sido recorrentes. Com o reconhecimento da efetividade crescente na recuperação de débitos por parte dos clientes, nos dois últimos anos, a empresa tem registrado um número maior de adesões e uma massa de envio de e-mails ainda mais abrangente, o que comprova a real efetividade desta inovação.

“O efeito do comunicado por e-mail tem se comprovado mais efetivo do que o da carta enviada pelos Correios na recuperação do crédito. A métrica usada para comprovar esta efetividade é a baixa da negativação em até 30 dias. Mais de 50% dos registros que a Boa Vista recebe em seu banco de dados de inadimplentes são baixados em até 30 dias após o envio da carta de aviso de débito. Quando o comunicado vai por e-mail, via AED, este percentual sobe para 65% em 30 dias”, explica Lola de Oliveira, diretora executiva de Produtos da Boa Vista SCPC.

Se para muitos clientes da Boa Vista o Aviso Eletrônico de Débito já é uma realidade que agrega inovação a bons resultados na recuperação de dívidas, para os consumidores as vantagens também são muitas. O envio da comunicação é mais rápido por ser via e-mail e a entrega da informação é mais segura, já que é feita de forma eletrônica, sem intermediários ou risco de extravios. Há ainda mais privacidade, já que a correspondência com o aviso de negativação, ao invés de ser entregue via Correios, chega na caixa de e-mail que é única e exclusivamente da pessoa. “O AED serve como um lembrete. Ele reitera ao consumidor que o não pagamento da dívida pode causar a negativação do nome e por isso a importância de quitar a pendência financeira”, ressalta a diretora.

Em pesquisa recente realizada com mais de 1.700 consumidores, em todo o Brasil, a Boa Vista identificou que 50% dos entrevistados preferem ser avisados da restrição por e-mail, seguido de SMS (14%). “Procuramos sempre estar conectados com os consumidores e entender as necessidades do mercado. Este dado apontado na pesquisa comprova o quanto estamos alinhados. A receptividade tem sido crescente entre empresas e consumidores”.

Outro ponto que garante a eficácia do AED é a sua validade jurídica. O e-mail seguro tem a mesma legitimidade da Carta de Aviso de Débito e é reconhecido pela legislação brasileira. O AED da Boa Vista tem carimbo de tempo sincronizado com a hora oficial brasileira conferida pelo Observatório Nacional; o que permite a rastreabilidade das mensagens com as evidências por IP, data e hora de entrega e abertura. A empresa consegue acompanhar quem recebeu, qual e-mail voltou, e assim estabelecer uma ação para estes casos.

Além do carimbo de tempo, o AED Boa Vista tem assinatura digital, conferida por um certificado digital Pessoa Jurídica, fundamental para garantir a integridade da informação. Ele protege contra alterações na documentação original no intervalo de tempo entre a assinatura e envio e a consulta ao arquivo, o que atende a todos os requisitos legais e de prova.

“Às empresas que pretendem implantar o AED, e aos consumidores que ainda não estão familiarizados com este tipo de comunicado por e-mail, nós orientamos observar se o AED tem o carimbo do Observatório Nacional e assinatura digital. Os da Boa Vista têm o carimbo e certificado digital, que comprovam a sua legitimidade”, reitera Lola

Fonte: Boa Vista

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Fale Conosco