Indústria do Vale abre 350 novos empregos em junho, aponta Ciesp

Indústria do Vale abre 350 novos empregos em junho, aponta Ciesp
Trata-se do melhor resultado para um único mês desde julho do ano passado, quando a indústria da região do Vale do Paraíba abriu 550 novos empregos; no acumulado do primeiro semestre, RMVale perdeu 450 empregos

 

Xandu Alves @xandualves10 | @xandualves10

Após cortar emprego por três meses consecutivos no ano, a indústria do Vale do Paraíba gerou 350 postos de trabalho em junho, de acordo com levantamento do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo).

Trata-se do melhor resultado para um único mês desde julho do ano passado, quando a indústria da região abriu 550 novos empregos.

Também é o saldo mais positivo para o mês de junho dos últimos cinco anos. Todos os períodos anteriores tiveram perda de vagas na indústria no sexto mês: -300 (junho de 2018), -50 (2017), -740 (2016), -850 (2015) e -570 (2014).

Neste ano, o setor industrial do Vale abriu novos postos de trabalho em janeiro (330) e fevereiro (180), e perdeu vagas nos meses seguintes: março (-60), abril (-290) e maio (-950). Este último resultado foi o pior para um único mês desde agosto de 2018, quando a RMVale cortou 1.100 postos na indústria.

A boa notícia, contudo, infelizmente, termina aí. No acumulado do primeiro semestre, a região perdeu 450 empregos industriais, demissões que sobem para 1.400 no acumulado dos últimos 12 meses.

Em todo estado, a indústria encerrou 13 mil vagas de trabalho em junho. No acumulado do ano, o saldo ficou positivo em 2,5 mil empregos em São Paulo.

“A geração de emprego foi fraca no 1º semestre, abaixo das nossas expectativas. Esse resultado sinaliza que a indústria paulista deve ter fechamento líquido de vagas no ano de 2019”, disse, em nota, José Ricardo Roriz, 2º vice-presidente da Fiesp (Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo) e do Ciesp.

“Para sair da crise, o país precisa de novos investimentos, e isso não vem ocorrendo há bastante tempo. Há uma desconfiança na política econômica dos governos”, afirmou o economista Edson Trajano, pesquisador do Nupes (Núcleo de Pesquisas Econômico-Sociais) da Unitau.

Regional de Taubaté do Ciesp registra 250 empregos em junho; já São José criou 150

Com 28 cidades, a regional de Taubaté do Ciesp foi a que mais gerou novas vagas em junho, com 250 no setor industrial. O resultado reverte parte da perda de 800 postos de trabalho industriais em maio na mesma regional, a maior empregadora do setor industrial no Vale.

No acumulado do ano, os municípios da regional de Taubaté perderam 100 empregos, resultado idêntico ao do acumulado dos últimos 12 meses.

A regional de São José dos Campos (oito cidades) do Ciesp criou 150 empregos na indústria em junho, com -100 vagas no ano e -1.000, nos últimos 12 meses.

Com três cidades, a regional de Jacareí reduziu as contratações em março (-50) e também nos outros indicadores -250 (ano) e -300 (últimos 12 meses).

Fonte:O VALE

 

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Fale Conosco