Mais de 50 mil famílias do Vale ignoram direito a desconto na conta de luz

Mais de 50 mil famílias do Vale ignoram direito a desconto na conta de luz
Clientes da região possuem o direito, mas não estão inscritos para receber o benefício; atualização do CadÚnico pode garantir a redução no valor da conta de luz aos clientes

Julia Carvalho@carvalho8123 | @carvalho8123

Mais de 50 mil famílias têm o direito de pagar menos na conta de energia na RMVale, mas não sabem disso. É o que aponta levantamento realizado pela EDP.

Essas famílias poderiam ter acesso à TSEE (Tarifa Social de Energia Elétrica), mas não estão inscritas para receber o benefício, deixando de aproveitar reduções no valor da fatura de energia.

Segundo a EDP, na maioria dos casos, após a atualização do CadÚnico, no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), já é possível ter o acesso ao desconto.

Para ter direito ao benefício, o cliente precisa estar com o NIS (Número de Identificação Social) ativo no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal.

“Para usufruir do benefício, é importante que, aqueles que estiverem com a documentação atualizada (NIS), procurem a agência de atendimento da EDP mais próxima”, afirmou Roberto Miranda, gestor executivo da EDP.

A Tarifa Social é um desconto na conta de luz concedido para os primeiros 220 kWh consumidos mensalmente por clientes residenciais classificados como de baixa renda e varia de acordo com a faixa de consumo mensal (kWh/mês).

“É importante frisar que a Tarifa Social é muito vantajosa para quem utiliza a energia de forma eficiente, pois quanto menor o consumo, maior o desconto”, explicou Miranda à reportagem de OVALE.

O benefício é aplicado somente a uma unidade consumidora por família e é escalonado por faixa de consumo, sendo calculado de modo acumulativo.

CIDADES.

Ao todo, famílias de 17 dos 39 municípios da região possuem o direito à tarifa social na conta de energia. São José é líder da lista, com 19,3 mil clientes potenciais. Em segundo lugar fica Jacareí, com 5,9 mil clientes potenciais. Pindamonhangaba ficou em terceiro lugar, com 4,5 mil clientes.

Fonte: O Vale

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Fale Conosco